Bairros Ferroviários

 
A necessidade de albergar os trabalhadores dos caminhos de ferro esteve na origem da edificação dos chamados Bairros Ferroviários no Entroncamento. Os primeiros conjuntos de casas para os funcionários da companhia surgiram junto à estação na Rua Latino Coelho, no final do século XIX. São todas casas com dois pisos e quatro assoalhadas, duas no rés-do-chão e duas no primeiro andar, com um pequeno quintal. 

Já no século XX foram construídas novas habitações na Vila Verde e no Bairro Camões. Este último tem as características próprias de um verdadeiro bairro. É fechado, tem ruas internas, está isolado da povoação, por estar na periferia, e não estava acessível a todos, pois a entrada era controlada.

As últimas habitações para ferroviários surgiram no início dos anos 70. Completamente diferentes dos anteriores, estes os bairros já não são formados por pequenas casas rústicas com quintal. Integrados na área urbana, são muito semelhantes aos outros prédios da rua D. Afonso Henriques, onde se localizam. São constituídos por sete blocos de apartamentos, cada um de quatro pisos com duas habitações cada.

 

Morada:

Rua Latino Coelho, 2330-174 Entroncamento

Coordenadas GPS:

39° 27' 44,017" N / 8° 28' 19,830" W